Como criar um Plugin WordPress é mais fácil do que você pensa

Tempo de leitura: 7 minutos

Até poucos meses atrás, eu não tinha escrito um único plugin para WordPress. Como criar um Plugin WordPress é mais fácil do que você pensa. Eu tinha criado e personalizado vários blogs e sites para clientes, mas por alguma razão, eu achava que a criação de um plugin iria além das minhas capacidades. Como criar um Plugin WordPress?

Como criar um Plugin WordPress é mais fácil do que você pensa

Eu estava errado, muito errado.

Se você já se sentiu assim, deixe-me dizer-lhe uma coisa. Criar um plugin para WordPress não está além de suas capacidades. Qualquer um que tenha habilidades o suficiente para escrever PHP básico e modificar um tema pode criar um plugin.

Em se tratando de tecnologia, “qualquer um pode fazer qualquer coisa” qualquer pessoa com um pouco de estudo, dedicação  e persistência, consegue colocar em prática, qualquer projeto.

Por que você iria querer criar um plugin?

Se você é como eu, você já deve ter adicionando funcionalidades ao seu tema em vez de criar um plugin. Há uma abundância de casos em que isso é bom, mas também há casos em que a funcionalidade personalizada é melhor ser adicionado a um plugin. Por que? Você pode perguntar?

Considere este cenário.

Você adicionou funcionalidades ao seu tema que  altera o gravatar padrão  para o seu próprio gravatar personalizado. O único problema é, você apenas mudou tema o seu trabalho se foi. Se você tivesse acrescentado o código para um plugin ele ainda estaria lá quando você decidiu mudar o tema.

Se você usar uma rede Multi-site. Teria que administrar muitos temas que precisam compartilhar funcionalidade personalizada. Como você acha que foi resolvido este problema? Você acertou, adicionando uma boa parte da funcionalidade em um plugin para que esteja disponível para todos os sites na rede, independentemente do tema que eles estão usando.

Dica: Top 15 Dicas Para aumentar Page Rank do seu site ou blog!

Crie o seu primeiro plugin em cinco etapas simples

Eu não estou brincando. Você pode criar um plugin para WordPress em cinco passos simples. Deixa-me mostrar-te como…

1. FTP em seu site
A primeira coisa que você precisa fazer é  acessar seu site via FTP  usando o programa de FTP de sua escolha (o meu é FileZilla). Se você não estiver familiarizado com FTP, eu recomendo que você leia-se sobre ftp antes de avançar.

2. Navegue até a pasta Plugins WordPress
Depois de acessar seu site via FTP, você vai precisar navegar até a pasta de Plugins do WordPress. Essa pasta é quase sempre localizado em / wp-content / plugins.

3. Crie uma nova pasta para o seu Plugin
Agora que você está na pasta plugins é hora de criar uma pasta para o seu novo plugin! Vá em frente e criar uma nova pasta, dando-lhe um nome único usando letras minúsculas e traços como por exemplo meu-primeiro-plugin. Uma vez que você tiver feito isso, criado a nova pasta, passar para a próxima etapa.

4. Crie o principal arquivo PHP para o seu plugin
Em seguida, você precisa criar o arquivo principal para o seu plugin. Para fazer isso, crie um arquivo PHP dentro de sua pasta do novo plugin e dar-lhe o mesmo nome como o meu-primeiro-plugin.php. Depois de ter feito isso, abrir o arquivo principal do seu plugin e prepare-se para fazer alguma edição.

5. Configuração de informações do seu plugin
Finalmente, copiar e colar as informações do plugin abaixo em sua arquivo plugin principal. Certifique-se editar os detalhes, tais Plugin Nome e Plugin URI que dizem respeito ao seu plugin.

<?php
/**
 * Plugin Name: Meu primeiro plugin
 * Plugin URI: http://www.nomedoseusite.com/meu-primeiro-plugin
 * Description: O meu primeiro plugin já esta criado.
 * Version: 1.0
 * Author: Seu Nome
 * Author URI: http://www.nomedoseusite.com
 */

É isso aí! Você acabou de completar o número mínimo de etapas que são necessárias para criar um plugin WordPress. Agora você pode ativá-lo dentro da administração do WordPress e já pode dizer que você criou um plugin WordPress.

O que agora?

Neste ponto, você provavelmente está se perguntando o que este plugin faz? Bem, ele não faz nada! Eu disse que iria mostrar-lhe como criar um plug-in, eu não disse que eu iria mostrar-lhe como criar um plugin que faz qualquer coisa.:)

Brincadeiras à parte, o objetivo deste artigo é apenas ilustrar como é simples começar criar Plugins WordPress.

Colocando seu plugin para fazer algo simples

Agora que você tem um plugin, vamos fazer as coisas acontecerem neste novo plugin.

A maneira mais fácil de fazer as coisas acontecerem em WordPress é com ações e filtros. Vamos explorar isso criando uma ação simples que adiciona uma linha de texto abaixo de todos os lugares em seu site. Copie e cole este código em seu arquivo plugin principal (abaixo as informações plugin) e salvá-lo.

add_action ('the_content', 'my_thank_you_text');

my_thank_you_text função ($ content) {
    . retornar $ content = '<p> Obrigado por ler </ p>';
}

Este código em ação “the_content” que é acionado quando WordPress mostra o conteúdo do post para o seu site. Quando essa ação é acionada, o WordPress irá chamar nossa função “my_thank_you_text” que é definido a seguir a chamada “add_action”. Bem simples né? Mas é assim mesmo que você vai entender a lógica do negócio, e partido daqui, tudo pode ser feito.

Indo além de um Plugin simples

cabine do piloto

Se você chegou até aqui, espero que estamos de acordo em que a criação de um plugin para WordPress é simples é relativamente fácil. Mas e se você quiser criar um plugin que faz mais do que realizar uma tarefa simples. Vamos lá!

Ações e Filtros
Se você está vais começar a codificar seus próprios Plugins, eu sugiro você se familiarizar com a forma, como ações e filtros funcionam e quais estão disponíveis para você usar. O WordPress Codex é onde eu gasto muito do meu tempo, eu sugiro que você faça o mesmo.

Plugin API: Ações e Filtros
Plugin API: Ação Referência
Plugin API: filtros de referência

Funções WordPress
Mais uma vez, eu gasto muito do meu tempo no  WordPress Codex  lendo-se em funções essenciais como desenvolver meus Plugins. Há tantas funções essenciais que eu não preciso decorar nada. Por isso que o Codex existe, para usá-lo!

Criando uma página Opções
Finalmente, se você acabar criando um plugin que faz algo bacana, você provavelmente vai querer criar uma página de opções para que as pessoas que o utilizam podem modificar a funcionalidade. Criar uma página de opções não é necessário, existem muitos Plugins que instalam e fazem algo sem uma página de opções, mas quanto mais completo ficar seu Plugin mais os usuários do seu plugin irão gostar.

Criando uma página de opções está além deste artigo, então mais uma vez, eu vou deixá-lo nas mãos do WordPress Codex. Seja persistente e estudioso, não tenha preguiça de aprender. A maioria das pessoas perecem, por falta de conhecimento.

Escrevendo um Plugin
Criando opções Páginas

Se você não tiver, criado o seu primeiro plugin!

Criação de Plugins WordPress é extremamente liberdade é uma ótima maneira de obter um conhecimento mais profundo de como funciona WordPress. Se você não tiver, eu recomendo fortemente que você crie um plugin. Se você fizer isso e chegar a algum tempo útil, não se esqueça que você pode distribuí-lo gratuitamente a outras pessoas através do  diretório de plugin para WordPress. Ou até mesmo com tempo criar um Plugin mais completo e Ganhar Dinheiro com a venda deste Plugin. Pense nisto!

Dica: 20 Melhores Plugins WordPress que estou usando no meu Blog Atualmente

Dica: 5 passos para escrever um E-Book de sucesso.

Você já criou seu primeiro plugin? Você tem alguma outra dica para acrescentar as dicas acima, e ajudar pessoas a criar o seu Plugin? Responda nos comentários abaixo:


ATENÇÃO! Empreendedores, Youtuber, Designers, Proprietários de sites e Profissionais de Marketing Digital.

A Melhor Maneira de Criar Vídeos & Gráficos de Alta Qualidade Para Qualquer Necessidade de Negócios em Minutos™

Usando Apenas Modelos Prontos e Editáveis do PowerPoint.

Lançamento ALTAMENTE LIMITADO, que expira em breve…

INÉDITO NO BRASIL e ficará no ar por pouquíssimo tempo - lançamento especial.